Qualifica PPGCOM: bancas da primeira turma do mestrado ocorrem entre 05 e 16 de outubro

Texto: Marina Gama

 A qualificação é um passo bastante importante para a formação nos Programas de Pós-Graduação. É o momento em que os discentes apresentam parte de suas pesquisas e mostram como estão desenvolvendo seus estudos. É a hora também em que a banca de avaliadores faz suas considerações acerca do trabalho, pontuando o que acreditam que possa melhorar, além de indicar leituras poderão contribuir ainda mais para a construção da pesquisa. Levando em conta o cenário de isolamento causado pela pandemia da Covid-19, muitos programas estão realizando algumas atividades de forma remota, como maneira de proteger os alunos e o corpo docente e administrativo dos riscos de contágio do novo corona virus.

O professor Lucas Reino, integrante da coordenação do PPGCOM da UFMA Campus Imperatriz conta que, além de ser a primeira qualificação do programa, o fato de ocorrer totalmente online também é algo novo. “Essa conjuntura singular fez com que a gente tivesse atenção redobrada com relação às bancas, mas acredito que vai dar tudo certo”, comenta. Como também orientador, Lucas afirma que está feliz em chegar nessa parte. “A opinião dos colegas sempre ajuda a limpar o caminho rumo a defesa de um trabalho que nos orgulhe”, pontua ele.

O professor Lucas, além de integrante da coordenação, orienta um dos trabalhos que será apresentado no período de qualificações

A professora Camilla Tavares também concorda que a qualificação é um momento bastante importante para a formação do mestrando. “É um momento em que o aluno e o orientador do trabalho podem ouvir pessoas e pesquisadores externos àquela atividade do cotidiano, do desenvolvimento da pesquisa, e podem olhar e contribuir para melhorar o trabalho”, conta ela.

“Às vezes a gente deixa de considerar alguma outra coisa, alguma outra vertente explicativa, alguma teoria que possa fazer sentido pro trabalho porque a gente tá bem envolvido naquela dinâmica que a gente estabeleceu. Então a qualificação é muito importante por isso, é um momento em que a gente oxigena a pesquisa em desenvolvimento”, conta a professora Camilla

Camilla também afirma estar com grandes expectativas em relação às bancas de suas orientandas. “Eu espero que seja um momento de fato bem frutífero e que contribua mesmo pra essa etapa final da pesquisa do mestrado”, afirma.

 

Mab ingressou na primeira turma do PPGCOM e irá apresentar parte da sua pesquisa para a banca de qualificação no dia 13/10

 

Os alunos também estão animados em dar mais esse passo rumo ao título de mestre. Mas também apontam que foi um processo árduo e de muito aprendizado, principalmente quando muitos deles conciliam a pesquisa com outras atividades. Apesar de o ritmo de estudos exigir bastante tempo e dedicação, muitos alunos trabalham, por exemplo. A discente Mab Nathasje comenta que o mestrado apresentou a ela e aos colegas novos desafios. “As dificuldades durante o mestrado são de várias ordens, como se adaptar a nova rotina de estudos e aulas, entregas dos trabalhos de fim de disciplina”, comenta.

 

A Covid-19 afetou completamente a rotina de estudos dos alunos. Sem as aulas e orientações presenciais e sem o contato diário com os colegas, o processo de formação não só acadêmica, mas também as relações sentiram o impacto da pandemia, gerando mais uma necessidade de adaptação. “A maior adaptação sofri durante a pandemia, tentar ajustar o tempo para cuidar de duas filhas em aulas remotas e ainda tentar minimizar a dor do isolamento redigindo o texto de qualificação, sem dúvidas foi o maior desafio”, afirma a Mab.

 

As bancas qualificação irão acontecer entre os dias 05 e 16 de outubro. Confira a programação completa:

 

  • 05/10/2020 – 9h30

 

Título: Comunicação e política no Maranhão: as estratégias de comunicado do governo Flávio Dino

 

Discente: Sammyla Diwlyenne Maciel Machado

 

Orientação: Dra. Camilla Quesada Tavares

 

Banca: Dra. Izani Pibernat Mustafá

Dra. Li Chang Shuen Cristina Silva Sousa

 

Resumo

 

No Maranhão, o domínio do maior sistema de comunicação foi marca importante do sarneísmo o que, confirmado pela literatura, impõe a governos oposicionistas dificuldades na comunicação midiática. O objetivo geral da pesquisa é averiguar quais são os investimentos, estratégias comunicacionais e como trabalha a Secretaria Estadual de Comunicação Social e Assuntos Políticos (Secap) do governo Flávio Dino para conseguir visibilidade midiática. Ela está dividida em quatro partes: dois capítulos teóricos, em que são discutidos a formatação do sistema de mídia brasileiro, a construção de mídia no Maranhão por meio da oligarquia Sarney e um panorama do governo Flávio Dino (BARROS FILHO, 2007; PINTO, 2015; LIMA 1987, 2008, 2012; D’ELBOUX, 2003; COUTO, 2007; FERREIRA, 2018); um capítulo teóricometodológico partindo da noção de campo (BOURDIEU, 1989, 1997) e que descreve o procedimento metodológico ancorado em entrevistas com assessores e servidores da Secap; e um capítulo destinado à análise dos dados obtidos.

 

 

  • 06/10/2020 – 9h30

 

Título: Jornalismo de Fôlego e a Covid-19: análise dos conteúdos do TAB Uol em tempos de pandemia

 

Discente: Marina Gama Costa

 

Orientação: Dra. Izani Pibernat Mustafá

 

Banca: Dr. Lucas Santiago Arraes Reino

Dr. Alexandre Zarate Maciel

 

Resumo

 

O período instaurado pelo novo coronavírus causou interferência em diversos campos da sociedade e na comunicação. Utilizando como aporte teórico os conceitos que discutem o jornalismo de fôlego na internet (SODRÉ E FERRARI, 1986; FERRARI, 2019; RODRIGUES, 2010; LIMA, 2009; BELO 2017; IJUIM, 2017; MIELNICZUK, 2003, 2005), estudos das redes e mídias digitais (RECUERO 2011; FRAGOSO et al, 2011), e a convergência dos conteúdos entre as mídias (JENKINS, 2009; FELINTO 2003), o objetivo central desta pesquisa é investigar as mudanças que ocorreram nos conteúdos relacionados ao jornalismo de fôlego do TAB Uol no site e nas redes sociais Instagram, Twitter e YouTube. A análise de conteúdo se dará em dois períodos: um durante a pandemia da COVID-19, nos meses de março, abril e maio de 2020, em comparação aos mesmos meses de 2019.

 

 

  • 07/10/2020 – 14h30

 

Título: ASSÉDIO SEXUAL E PLATAFORMAS DIGITAIS: estudo sobre as ocorrências nas redações de Imperatriz

 

Discente: Janaína Lopes Amorim

 

Orientação: Dra. Thaísa Bueno

 

Banca: Dra. Camilla Quesada Tavares

Dra. Paula Melani Rocha

 

Resumo

 

Esta pesquisa trata do assédio sexual sofrido por mulheres jornalistas de Imperatriz mediado pelas plataformas digitais. O objetivo é compreender o papel dessas mídias, já que em levantamento exploratório verificou-se que todas as profissionais já tinham vivenciado esse tipo de violência no exercício da profissão. Para dar conta dos objetivos, foram ouvidas 19 jornalistas, em um universo de 23 que atuam nos veículos que fazem parte do recorte do estudo, que compreende as redações de TV e de rádio e um portal. Uma análise prévia mostra que, por um lado, a sensação de distanciamento que a mediação produz encoraja o assédio e até favorece algumas investidas. Por outro, as plataformas digitais também têm garantido às profissionais formas de se defender por meio das provas materiais que a ferramenta de mediação deixa, tais como capturas dos históricos de conversas. A pesquisa pretende contribuir para as discussões sobre o mercado local.

 

 

  • 08/10/2020 – 14h

 

Título: TELEJORNALISMO REGIONAL NO MARANHÃO A PARTIR DA VISÃO DE QUEM PRODUZ A NOTÍCIA: Conceitos, implicações e práticas

 

Discente: Sarah Dantas do Rego Silva

 

Orientação: Dra. Camilla Quesada Tavares

 

Banca: Dra. Marcelli Alves da Silva

Dra. Pamela Araújo Pinto

 

Resumo

 

Esta dissertação tem como finalidade compreender o conceito de jornalismo regional a partir da percepção e da atuação profissional dos jornalistas das redações da TV Mirante e TV Difusora, do Maranhão. Além disso, foi realizado um mapeamento da organização estrutural e jornalística das duas emissoras procurando identificar como se configuram no estado. Na parte empírica deste trabalho, foi utilizado o método de pesquisa qualitativa com o auxílio de duas técnicas de pesquisa, análise documental e entrevistas em profundidade, que estão sendo realizadas com os editores-chefes e produtores das duas emissoras. Os resultados encontrados pelo mapeamento apontam a forte ligação dos veículos com grupos políticos e enxugamento de redações que interferem na manifestação e no exercício do jornalismo regional. A partir das entrevistas já realizadas, identificamos que os profissionais até compreendem na teoria como funciona o jornalismo regional e o impacto do seu exercício na vida das pessoas, todavia, redução de equipes e custos financeiros limitam a cobertura regional dos telejornais.

 

 

  • 08/10/2020 – 16h

 

Título: O imaginário da dor na fanpage do medicamento Dorflex

 

Discente: Letícia Feitosa Barreto

 

Orientação: Dra. Denise Cristina Ayres Gomes

 

Banca: Dr. Marcos Fábio Belo Matos

Dra. Patrícia Monteiro Cruz Mendes

 

Resumo

 

A dor é um fenômeno fisiológico, mas reveste-se de caráter simbólico, uma vez que depende dos atravessamentos de sentido que o corpo social atribui ao fenômeno. O sofrimentose relaciona a valores e contextos sócio-históricos determinados. Sentir dor, portanto, integra um estado de espírito circunscrito pelo imaginário de cada época. No cenário contemporâneo, atravessado pela cultura das redes, a noção de dor parece estar imbricada a aspectos lúdicos, oníricos, afetivos e mercadológicos de escolhas outrora supostamente ancoradas no campo da razão. A publicidade é vetor de imaginário, enfocando imagens que criam uma atmosfera capaz de seduzir o internauta, prometendo mitigar suas inquietações por meio do consumo. O objetivo deste estudo é compreender os deslocamentos da noção de dor nas redes sociais digitais e suas implicações na sociedade pós-moderna, a partir de um estudo de caso da fanpage do medicamento Dorflex. A investigação utiliza as pesquisas documental e bibliográfica, a análise de conteúdo por categoria temática e fundamenta-se nas teorias da socioantropologia do imaginário a partir de Michel Maffesoli e a noção de biopoder de Michel Foucault. O corpus da pesquisa é composto por 133 postagens da linha do tempo da fanpage e os comentários dos internautas entre os anos de 2017 e 2019.

 

 

  • 09/10/2020 – 15h

 

Título: Da TV para a internet: um estudo sobre o resgate e compartilhamento de matérias jornalísticas no Youtube

 

Discente: Antônio Carlos Santiago Freitas

 

Orientação: Dra. Roseane Arcanjo Pinheiro

 

Banca: Dra. Izani Pibernat Mustafá

Dra. Erica de Oliveira Lima

 

Resumo

 

A pesquisa investiga as rotinas produtivas dos canais Arquivo de Vídeos e Arquivo Marckezini, no YouTube, o que compreende a captação dos materiais, as dinâmicas de circulação e os indicativos de consumo e interação com internautas. As páginas têm por finalidade recuperar e compartilhar vídeos jornalísticos antigos da televisão brasileira na internet. Para cumprir os objetivos, propõe-se a realização de entrevistas em profundidade (DUARTE, 2010) com os donos dos canais, de modo a captar nuances desse processo de ressignificação das memórias jornalísticas. Além de olhar para a rotina produtivas, o estudo se volta para outras instâncias do processo comunicacional, com a categorização dos vídeos que compõem os acervos, através da análise de conteúdo (BARDIN, 1977) – verificando as características das publicações e quais rastros de memórias são partilhados -, e para as práticas de consumo do jornalismo no YouTube, a partir da observação dos vídeos mais populares.

 

 

  • 13/10/2020 – 10h

 

Título: “QUEM NOS PROTEGE DA BONDADE DOS BONS?”: poder judiciário, midiatização, espetáculo – a circulação do PowerPoint do Lula no Twitter

 

Discente: Mab Favero Nathasje

 

Orientação: Dr. Marcos Fábio Belo Matos

 

Banca: Dra. Thaísa Bueno

Dr. Demétrio de Aseredo Soster

 

Resumo

 

Tendo como questão central analisar os discursos produzidos sobre o Poder Judiciário no Twitter a partir dos atos veiculados pelos atores do sistema de justiça na mídia ou nas redes sociais, elegeu-se como objeto de estudo O Power Point do Lula, com enfoque nos elementos da midiatização e da circulação no Twitter. O corpus foi constituído pelas cinco publicações que mais circularam da rede social digital Twitter, tendo como critério o retweets e os likes. Objetiva-se: a) entender de que maneira o tempo da mídia e as lógicas de midiatização vêm sendo absorvidos pelo Poder Judiciário; b) compreender de que forma o Poder Judiciário se relaciona com as noções de espetáculo; c) observar como os processos  discursivos relativos ao Poder Judiciário circulam na rede social Twitter e se ocorre apropriação e ressignificação  de sentidos e d) analisar discursivamente a ressignificação trazida pelos memes produzidos a partir do Power Point do Lula e como ela revela os processos de circulação de sentidos. Para tanto, as teorias sobre circulação são acionadas para compreender os discursos produzidos. Observou-se que a circulação de conteúdo se deu, principalmente, por meio da apropriação e ressignificação no processo de circulação midiática, em que a postagem adquiriu diversos sentidos.

 

 

  • 16/10/2020 – 14h

 

Título: INFLUENCIADORES DIGITAIS DA REGIÃO TOCANTINA: um olhar sobre as peculiaridades e engajamento de conteúdos no instagram

Discente: Camila Silva Marinho

Orientação: Dr. Lucas Santiago Arraes Reino

 

Banca: Dra. Isabele Batista Mitozo

Dra. Liana Vidigal Rocha

 

Resumo

Tendo em vista o poder de influência alcançado pelos influenciadores digitais na internet, sobretudo na rede social Instagram, esta pesquisa utiliza conceitos de autores que discorrem sobre a Teoria do Meio (MCLUHAN, 1964; MEYROWITZ, 1993; INNIS, 1949), redes sociais na internet (RECUERO, 2009) e as características dos influenciadores (KARHAWI, 2019). O objetivo central é investigar as peculiaridades dos conteúdos publicados pelos cinco principais influenciadores digitais da Região Tocantina no Instagram, além de categorizar as temáticas e identificar quais delas geram mais engajamento na rede. Trata-se de uma pesquisa de campo do tipo quantitativa-descritiva e de caráter exploratório. Por meio de um levantamento empírico inicial serão filtrados os principais perfis. Durante sete dias, serão analisadas as métricas das postagens e realizadas entrevistas semiestruturadas com os participantes.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
EnglishFrenchPortugueseSpanish