Pesquisa traz resultados sobre as reconfigurações no telejornalismo do Maranhão

Dentre as mudanças causadas pela pandemia de Covid-19 , o público aprendeu a lidar com as transformações do telejornalismo. As reportagens revelavam aspectos técnicos das mudanças impostas pelo distanciamento social, e muitas destas inovações caíram no gosto do telespectador. Por outro lado, a situação era nova também para quem estava atrás das câmeras, principalmente jornalistas, produtores e editores que tiveram de se adaptar e ressignificar os métodos tradicionais de produção do telejornalismo.

A pesquisa da discente Tátyna Barbosa intitulada Reconfigurações de Práticas no Telejornalismo do Maranhão, na Pandemia da Covid-19 tem o  objetivo de entender as mudanças no telejornalismo regional maranhense. Nesse cenário de transformação nas rotinas de produção, a pergunta que norteia o estudo indaga se a produção noticiosa, no contexto de crise sanitária, está ressignificando métodos tradicionais de produção e de divulgação dos fatos.

A pesquisa investiga o processo de produção de notícias no telejornal Bom Dia Mirante da TV Mirante, afiliada da Rede Globo no Maranhão. Para tanto, analisou o período de 02 de março de 2020 a 28 de fevereiro de 2022. O estudo também identificou que o telejornalismo se adapta às mais adversas condições impostas para cumprir o seu papel social de informar, sinalizando novos formatos que devem permanecer após sete décadas de práticas cristalizadas no jornalismo brasileiro.

A dissertação foi defendida no dia 31 de outubro de 2022 e contou com a participação do Prof. Dr. Vítor Belém (UFS) e da Profa. Dra. Marcelli Alves (UFMA) na banca de avaliação. A pesquisa teve orientação do Prof. Dr. Lucas Reino (UFMA).

Conheça mais sobre as pesquisas da discente, clicando aqui!

Texto: Otávio Temóteo

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
EnglishFrenchPortugueseSpanish