Frida Medeiros defende dissertação sobre o infotenimento nos telejornais maranhenses

O termo infotenimento tem ganhado destaque nas pesquisas em Comunicação. As inúmeras mudanças no modo de produzir e veicular informações ocorridas nos últimos anos revelam que o jornalismo está em constante adaptação para atender as demandas comerciais e os anseios sociais na contemporaneidade. E é justamente neste contexto que a pesquisa de Frida Medeiros, aluna do PPGCOM UFMA , se debruçou para entender o modelo híbrido de jornalismo conhecido como infotenimento nos telejornais maranhenses. A dissertação foi defendida na manhã da segunda-feira (26/09), remotamente, com a presença dos professores Profa. Dra. Marcelli Alves (orientadora), Profa. Dra. Elaine Jarvorski (UFMA) e do Prof. Dr. Vitor Belém (UFS).

Banca de Defesa (Foto: Arquivo Pessoal)

Durante a construção da pesquisa, Frida abordou a inserção deste modelo nos conteúdos dos noticiários, assim como na linguagem e na prática jornalística de quatro telejornais maranhenses: ‘JMTV 1a edição’, das cidades de Imperatriz e São Luís; e os telejornais ‘Hora D’, ambos produzidos e apresentados também nestas duas cidades. Dessa forma, o ponto central para a pesquisadora do PPGCOM é compreender como o infotenimento se expressa no telejornalismo maranhense e refletir de que forma reconfigura a prática telejornalística para manter-se como referência ao telespectador.

Texto: Otávio Neto

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
EnglishFrenchPortugueseSpanish