Fontes consultadas no podcast Mamilos é tema da dissertação da pesquisadora Gessiela Nascimento

Os podcasts são marcados pela participação ativa do público em sua construção, desde o envio de pautas, casos, causos e sobretudo com foco na interatividade e na fidelização dos ouvintes; mas o que leva um podcast temático como o Mamilos a acionar determinadas fontes e não outras? Como os perfis entrevistados são acionados em cada episódio? É o que busca responder a pesquisadora Gessiela Nascimento, por meio de sua dissertação de mestrado que será defendida na próxima sexta-feira, 24/06.

O interesse pelo tema e produto não vêm de hoje. Gessiela cursou Comunicação Social na Universidade Federal do Maranhão, onde teve a oportunidade de colocar em prática o conhecimento sobre o formato e, com outros colegas, criou o podcast “Bigorna Científica”, resultado da disciplina “Podcast aplicado na construção da memória e divulgação científica”, ministrado pela Profa. Dra. Izani Mustafá, do PPGCOM/UFMA.

Para chegar aos resultados da dissertação, a autora percorre um caminho em que narra brevemente desde o surgimento do rádio até a web-rádio e outras transformações. No trabalho também é possível pontuar a inserção do novo formato na mídia nacional e as mudanças ocorridas. Para quem não conhece, o podcast Mamilos surgiu há sete anos e é apresentado por duas publicitárias que semanalmente discorrem sobre temas jornalísticos em forma de debate. 

Interesse de pesquisa 

Gessiela afirma que pesquisar sobre podcast é uma empreitada empolgante: “o desafio está na busca teórica e metodológica sobre o objeto, principalmente em âmbito nacional. As pesquisas, em sua maioria, estão centradas na convergência radiofônica e que por vezes englobam o podcast, mas em discretos momentos focam unicamente nesse formato sonoro e nos variados aspectos”. 

Gessiela Nascimento (Foto: Arquivo Pessoal)

Mamilos: Uma pesquisa de peito aberto

“Costumo pensar que as fontes sempre estiveram ali, mas, foi na qualificação que elas ganharam destaque. Inicialmente, o objetivo da pesquisa seria observar os temas relacionados ao universo feminino tendo como norte a Análise Audioestrutural. Porém, ao longo da qualificação, pude perceber que os temas seriam um ponto secundário, sendo necessário compreender quem estava falando com a audiência, ou seja, quem eram as fontes? Então, a partir disso, junto com as orientadoras, mudamos o foco da pesquisa, já não sendo as pautas do universo feminino, e sim, olhando para o podcast Mamilos como um todo, identificando essas fontes, o tipo e o conteúdo em que eram acionados”, explica. 

A pesquisa “As fontes no Podcast Mamilos: Uma proposta de análise audioestrutural” tem orientação da Profa. Dra. Roseane Arcanjo, com co-orientação da Profa. Dra. Izani Mustafá. Gessiela Nascimento faz parte dos grupos de pesquisa “Jornalismo, Mídia e Memória” (Joimp) e “Rádio e Política no Maranhão” (RPM). Atualmente, é professora do curso de Tecnologia em Produção Multimídia, no Centro Universitário UNASP .

Quer conhecer mais sobre as pesquisas desenvolvidas pela mestranda? Clique aqui.

Texto: Otávio Temóteo

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
EnglishFrenchPortugueseSpanish