Do Direito à Comunicação: conheça a pesquisa de dissertação de Mab Nathasje, aluna da primeira turma do PPGCOM

Texto: Sarah Dantas

“Quem nos protege da bondade dos bons?: poder judiciário, midiatização, espetáculo – a circulação do power point do Lula no twitter”. Esse é o título de dissertação da mestranda Mab Favero Nathasje, aluna da primeira turma do PPGCOM. A pesquisa tem como objetivo analisar os discursos produzidos sobre o Poder Judiciário a partir dos atos veiculados pelos atores do sistema de justiça na mídia e nas redes sociais, tendo como objeto de estudo O Power Point do Lula. A discente volta seu estudo para os elementos da midiatização e da circulação no Twitter.

A partir das teorias da midiatização, espetacularização e circulação, a investigação procura compreender como o Poder Judiciário vem se midiatizando e transformando suas práticas. A teoria da midiatização sustenta que as relações sociais e suas rotinas têm se modificado gradativamente graças à amplificação das tecnologias digitais. No ambiente da comunicação, a teoria entende que os sujeitos são capazes de se integrar as práticas, lógicas e protocolos midiáticos, tornando-os, então, ativos. Além da midiatização enquanto indivíduos, as instituições também vivenciam um espaço cada vez mais midiatizado. É por essa perspectiva que a mestranda examina as práticas judiciárias e sua capacidade de circulação no ambiente das redes sociais.

Como recorte de pesquisa, Mab analisa o Power Point do Lula feito pelo Procurador da República Deltan Dellagnol, que utilizou de recursos midiáticos para sua apresentação de denúncia contra o ex-presidente do país. A escolha pelo objeto teve respaldo na proporção da circulação que o assunto teve nas redes sociais, chegando a se transformar em meme no Twitter adquirindo novos sentidos no meio social e digital.

“Eu acho que o grande mérito da pesquisa é justamente aliar olhares de alguém que é de dentro do Direito, dentro do sistema jurídico. Olhar para o dia a dia do poder judiciário, como altera a condução das investigações, que atingem completamente as pessoas, mudam os sentidos de um país, e é capaz de moldar uma eleição” pondera a estudante.

Para alcançar os objetivos traçados, a pesquisa tem como procedimentos metodológicos a abordagem qualitativa e utiliza a análise discursiva a partir da teoria da circulação, com o intuito de demonstrar como os discursos se ressignificam por meio dos memes compartilhados.

Para a qualificação a mestranda está levando três capítulos teóricos e um metodológico. A análise empírica será feita posteriormente para a finalização da dissertação. Mab comenta que “apesar de ter feito levantamento manuais, ter olhado alguns memes, eu não tenho como prever quais foram os sentidos mais circulantes ali, se foram de críticas, se foram de apoio, porque, enquanto pessoa, a minha tendência é manter um círculo de relações mais próxima do que eu penso, mas como pesquisadora, eu tenho que abranger, aumentar essa minha visão. Então, eu não sei como vai ser essa relação, se vai ser de crítica ou de apoio ao Lula, de apoio a Lava Jato, ao Moro, ao Dallagnol ou se só pegaram a estética do meme, a construção, e transformaram completamente para adaptar a novos sentidos”.

Sobre o fator de impacto de seu trabalho, a estudante reflete a importância da compreensão dos processos que a sociedade sofre, por meio das práticas das instituições sociais, em particular, a jurídica, por onde é construído os sentidos e julgamentos, além de serem garantidoras dos direitos coletivos. Apesar disso, a discente confessa que nunca tinha pesando em estudar essas questões dentro da área da comunicação, tendo em vista que sua formação acadêmica é em Direito.

De toda forma, Mab menciona o desejo em seguir carreira acadêmica, encaminhando-se à seleção de doutorado, dentro da temática da teoria da midiatização. A discente não sabe se conseguirá ingressar na formação no ano de 2021, mas continuará trilhando esse caminho.

 

Trajetória acadêmica e atividades realizadas no PPGCOM

Mab é formada em Direito pela Universidade Federal do Maranhão, campus Imperatriz, desde 2012. Possui Especialização em Direito Público, pela escola Praetorium, em Curitiba, e é mestranda do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da UFMA – Imperatriz, tendo como orientador o professor doutor Marcos Fábio.

Como é aluna da primeira turma do PPGCOM, ingressou no mestrado no ano de 2019 e já finalizou todas as disciplinas obrigatórias e optativas dirigindo-se à qualificação, que ocorrerá dia 13 de outubro, e posteriormente à defesa final de sua dissertação. Durante o curso, a discente participou de eventos acadêmicos com apresentação de trabalhos e publicações em anais, ministrou minicursos e teve artigo aceito para publicação em livro.

Prof. Dr. Marcos Fábio orientador da mestranda Mab

Mab reflete a pertinência em divulgar as pesquisas acadêmicas e o processo de crescimento dentro do PPGCOM.  “Eu acredito que o mestrado é uma construção conjunta de pesquisador e orientador, amigos que se faz no mestrado e a construção do conhecimento que se faz nas disciplinas com os outros professores do programa”, declara.

Deseja acompanhar as pesquisas realizadas por Mab Favero Nathasje? Acesse seu perfil no lattes pelo link: http://lattes.cnpq.br/9765140264424976

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
EnglishFrenchPortugueseSpanish